Postagens populares

Tudo bem, talvez eu seja um pouquinho ansiosa...

10 de julho de 2017
Eu começo esse texto dizendo que tudo bem, eu tenho que aceitar que talvez eu seja um pouquinho ansiosa, né? Eu tenho uma amiga que tem costume de dizer que eu me desgasto mais psicologicamente do que fisicamente por pensar excessivamente em tudo, porém aí eu penso “será que eu realmente penso demais nas coisas?” e isso chega ser até irônico! É normal que eu me preocupe com tudo e pense em tudo antes de tudo acontecer, mas qualquer pessoa é assim, não?
O barulho do ponteiro dos segundos do relógio me dá um frio na barriga do qual eu não queria sentir. Às vezes, eu penso em arrancar o relógio da parede e quebra-lo em mil pedacinhos, mas eu lembro que eu preciso dele para saber as horas e que é proibido usar qualquer aparelho eletrônico dentro dessa sala minúscula lotada com quarenta e três alunos. A prova de matemática é no próximo horário e eu não consigo me concentrar em nada que não seja geometria analítica, ai meu Deus, por que tão difícil? Por que eu não poderia ir logo para a faculdade?
Todo mundo parece muito desesperado, apesar de ser apenas a segunda etapa. Eu não consegui dormir na noite passada pensando justamente em como eu queria chegar na escola, fazer a prova e ir para a casa. O resultado não me importa por enquanto, porque a tensão que eu sinto toda vez que eu leio “Prova de Matemática, dia X” é horrível. É como se eu quisesse sumir para longe dali e nunca mais voltar.
“Bom dia, classe. Hoje, eu irei entregar as provas” era a frase que mais me deixava com frio na espinha. O professor de matemática era rápido, entregava as provas com, no máximo, cinco dias. No dia da prova, eu não ficava nem um pouco preocupada com a nota, pois o que me deixava louca era justamente a ansiedade que eu tinha para receber a prova, ler todas as questões e resolvê-las para ir embora dali. Eu só me preocupava se tinha ido bem ou não no dia seguinte ou dois dias depois, o problema era quando ele lançava a nota antes de entregar a prova. Meu Deus! Eu ficava pensando em quais seriam os meus erros e isso e deixava tão nervosa!
Eu queria que a minha ansiedade fosse só na escola, portanto é para tudo que vocês conseguirem imaginar. Frases como “preciso conversar com você” são as piores, com certeza. Você começa a pensar em todos os erros que já cometeu na vida e, principalmente, nas besteiras que fez nos últimos dias. Pensa na pia que não lavou, na comida do cachorro que esqueceu de colocar, na comida que pegou escondida da sua mãe no armário, no trote que passou para a vizinha... em tudo. Sua mente não sossega até ter o sinal positivo de que você não fez nada, que está tudo tranquilo e que, normalmente, era apenas mais uma fofoca que sua amiga queria te contar.
Eu nem passo mais perto da balança, porque tenho certeza que ela mesma vai me dar um sermão. Todos os doces que comi nos últimos dias ultrapassam qualquer limite que uma pessoa deveria comer na minha idade. É chocolate, doce de leite, chiclete, bala, pirulito... eu como absolutamente tudo que eu vejo pela frente e minhas calças continuam ficando cada dia mais apertadas. As minhas unhas então... eu preciso mesmo falar disso?
Sabe uma coisa que realmente me coloca doida? Datas comemorativas e seus dias antecedentes. Misericórdia! Enquanto a hora não chega, eu fico me torturando mentalmente. “Será que eu vou com essa roupa?”, “Essa blusa preta tá realmente boa?”, “Faltam duas horas e eu não faço ideia do que usar”, “Mas e se fulana estiver lá, como eu vou conversar com ela?”, “Esse look não ficou como eu imaginei na minha cabeça, melhor tirar”.
Já se passaram dez minutos que eu estou escrevendo esse texto e eu nem consigo acreditar que uma aula de geografia é tão infinita assim! Meu Deus, meu filho, me ajuda aí! Eu quero chegar em casa e colocar todas as minhas séries em dia, sabia? Eu preciso ver se meu crush já me respondeu no WhatsApp, porque se não... eu vou correr atrás dele (de novo) do mesmo jeito.
Vocês querem me matar? Demorem a me responder no WhatsApp quando eu preciso de uma resposta urgente e naquele momento! Eu fico entrando e saindo do aplicativo esperando um milagre de Deus acontecer e eu ver um online. Ou olho o celular a cada cinco segundos na esperança da notificação ser da pessoa que eu quero. O foda é quando a pessoa entra, entra e entra e não te responde! Dá vontade de pegar o celular da pessoa, o amarrá-lo na mesma e dizer “Você pode me responder? É caso de urgência, tá?”. Notificação de aplicativo? Quem nunca ouviu o barulho, correu para olhar o celular e se decepcionou quando viu qual era a notificação? Isso acontece comigo todo dia! Quando eu vejo meu celular sem nenhuma notificação também, eu corro e verifico se ele está conectado com a Wi-Fi ou se o 3G está funcionando.
Eu suspirei fundo quando vi que só se passaram mais cinco minutos, por que o tempo não passa logo? Para algumas coisas, o tempo tem a habilidade excepcional de passar como um piscar de olhos, contudo para outras... parece que vou ficar a eternidade toda ali. Será que a festa de sábado vai passar tão rápido quanto essa aula? Será que a prova vai estar difícil? Será que eu realmente estudei o suficiente? Será que minha mãe vai me matar quando ver as minhas notas? Será que o crush vai me notar algum dia? Não sei, a única coisa que tenho certeza agora é que eu preciso esperar as coisas acontecerem naturalmente e não me desesperar tanto pelo o que vai acontecer ou não.
Só que espera... 
E as minhas férias? Elas já estão chegando?
Texto pedido pela leitora Klara Argento.
Emilly Guidi.

2 comentários

  1. Primeiramente tenho que te agradecer por ''abraçar''essa causa que é muito séria. Ansiedade não é brincadeira. É uma doença que te desgasta aos poucos. Eu tenho e eu sofro com isso. Só tenho que te agradecer por isso, de verdade. Isso sim era um texto que eu precisava ler, do jeitinho que sempre sonhei. Mais uma vez obrigada e vai fundo Emilly, o mundo é todo seu.
    Um beijo e um abraço que transmita toda a gratidão que eu tenha por ti.
    Ass: Klara Argento

    ResponderExcluir
  2. Você escrever muio bom e tem textos lindos!!
    Parabens

    www.grazicardoso.com.br

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.